Manifestações pela Habitação a 22 de setembro de 2018

Manifestações pela Habitação a 22 de setembro de 2018

Manifestações pela Habitação a 22 de setembro de 2018

Várias organizações convocaram manifestações para Lisboa e para o Porto no dia 22 deste mês, pelo direito à habitação e contra a especulação imobiliária nas duas cidades.

À agência Lusa Sílvia Jorge, uma das subscritoras da iniciativa refere que:

“são colectivos que já trabalham juntos há algum tempo e que se juntaram novamente para dar voz a esta preocupação, porque se atingiu uma situação limite, com tantos despejos e preços impossíveis de alcançar para quem queira viver na cidade”.

 

Em Lisboa, as acções vão decorrer sob o lema “Pelas nossas casas, pelas nossas vidas Lutamos!”.

 

Na capital, a concentração está marcada para as 12:00 no largo Pina Manique, seguindo-se às 15:30 um desfile até à Ribeira das Naus, onde os manifestantes pretendem ficar até à meia-noite, segundo a informação transmitida pela mesma fonte.

Tanto para Lisboa como para o Porto foram criados eventos no Facebook e foi formalmente anunciada a acção em comunicado enviado às redacções.

“Esta manifestação é convocada por um conjunto alargado e diverso de associações e coletivos que veem os problemas da habitação e das nossas cidades agravarem-se com o processo de especulação generalizada e com a privatização de espaços públicos e socioculturais”, lê-se no comunicado.

A iniciativa junta organizações como a SOS Racismo, a Academia Cidadã, a APPA – Associação do Património e População de Alfama, a Assembleia Feminista de Lisboa, a Associação de Moradores e Moradoras do Centro Histórico do Porto e a Associação Terapêutica do Ruído, entre muitas outras.

Setembro é anunciado como mês de ação e luta pela habitação, estando previstas outras iniciativas destinadas a “discutir, denunciar, questionar e desafiar o modelo de desenvolvimento capitalista” que transforma a cidade “num gigantesco negócio”, subordinando-a “às leis de mercado” e excluindo os habitantes, defendem.

“Saímos à rua para lutar pelas nossas vidas, pelos nossos bairros, lugares e comunidades. Lutamos por uma vida digna e reclamamos o direito à construção coletiva dos espaços em que vivemos”, afirmam no manifesto associado à iniciativa.

União de Mulheres Alternativa e Resposta, Casa da Achada, Centro de Cultura Libertária, Coração Alfacinha, Disgraça, Gaia, Habita, Moradores do Bairro 6 de Maio, Morar em Lisboa, Mulheres na Arquitetura, Panteras Rosa e Stop Despejos estão entre os subscritores.

“As políticas actuais não resolvem o problema da habitação. Exigimos habitação digna para toda a gente”, frisam.

LUSA/DI

Mais informação no site da organização, Aqui!

 

A convocação é das Associações e Coletivos:

Academia Cidadã
APPA – Associação do Património e População de Alfama
Assembleia Feminista de Lisboa
Associação de Moradores e Moradoras do Centro Histórico do Porto
Associação Mula
Associação Terapêutica do Ruído
Casa da Achada
Centro de Cultura Libertária
Coração Alfacinha / Rua dos Lagares 25
Cultura no Muro
Disgraça
Gaia
Gestual
Habita
Left Hand Rotation
Moradores do Bairro 6 de Maio
Moradores Fidelidade Lisboa
Morar em Lisboa
Mulheres na Arquitectura
Nu Sta Djunto
Outros Ângulos
Panteras Rosa
Rama em Flor
Rede de Solidariedade
Rock in Riot
SOS Racismo
Stop Despejos
União de Mulheres Alternativa e Resposta
Zona Franca