O poder do vidro na eficácia energética

O poder do vidro na eficácia energética

Para qualquer construção existem materiais que são fundamentais para definir e caracterizar os projectos, um dos mais importantes é o vidro.

Para assegurar a qualidade dos projectos os materiais são fundamentais, sobretudo para garantir a eficácia energética.

Edifícios diferentes têm necessidades diferentes no que diz respeito à estética, desempenho e função. Poucos materiais de construção conseguem ter um impacto tão grande em todas estas três áreas quanto o vidro.

Consciente que cada edfício necessita de materiais personalizados e de acordo com a dimensão, espaço e funcionalidade, a Guardian Glasse, empresa sediada em Auburn Hills, Michigan, EUA, especialista na fabricação de vidros, anuncia que vai apresentar os vidros do futuro na maior feira do setor do mundo, a Glasstec, que vai decorrer de 23 a 26 de outubro em Dusseldorf, Alemanha.

Na apresentação da sua participação neste evento, que decorreu em Londres, na Inglaterra, a multinacional, revelou que a inovação é prioritária. Kevin Baird, presidente e CEO da Guardian Glass, adiantou que “procurar melhores perfomances do vidro é o objetivo da empresa”.

Fabricam 500 quilómetros de vidro por dia e estão presentes nos maiores projetos arquitetónicos do mundo. Têm 25 fábricas em cinco continentes e acrescentou que a o crescimento da empresa é muito significativo, sobretudo na Europa Central. “2018 será o melhor ano da empresa e a preocupação com a eficiência e a sustentabilidade continuará a ser a nossa primeira prioridade”, assegurou Kevin Baird.

A empresa tem vindo a apresentar produtos nos mais interessantes e difíceis projectos de arquitectura e o trabalho de investigação para apurar os mais eficientes produtos em qualquer situação climatérica tem levado a Guardian Glass a superar-se e a criar os vidros do futuro.

Desde os arranha-céus em diversas partes do mundo, aos projectos mais complexos, a empresa tem vindo a estudar e a projectar edifícios com condições climatéricas extremas, tal como no deserto. Em Dusseldorf, vai apresentar o Vidro Guardian SunGuard®SNX 60, que foi seleccionado para o projeto La Casa del Desierto (”A Casa do Deserto”), assim como o Sistema TEA (ou “True Edge Application”). A Casa do Deserto, é um projeto da Guardian Glass concluído recentemente no Deserto de Gorafe, em Espanha.

Esta construção tinha como objectivo demonstrar em primeira mão, no decurso das quatro estações do ano, a importância do vidro na nossa vida diária e num dos ambientes mais adversos e extremos da Europa.

A concepção da Casa do Deserto liderado pela arquitecta Spela Videcnik da OFIS Arquitetura, presente em Londres, referiu que este projecto foi um desafio, sendo uma das especialidades do seu gabinete experimentar e inovar, e com a Guardian tem sido possível realizar projectos experimentais nos ambientes mais adversos. Além do deserto, já realizaram em conjunto projectos nas regiões mais adversas, tais como Antárctica ou numa montanha na Eslovénia.

Javier Unquera, director da Ciência e Tecnologia para a Europa da Guardian, revelou que a empresa tem a preocupação de preparar os seus produtos consoante os projectos, os países e o clima. Pensamos em produtos bonitos e eficientes em termos energéticos. “Queremos ver a realidade sem reflexo e nós trabalhamos para conseguirmos ser transparentes”.

 

Fernanda Pedro
21 Jul 2018
http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/o-poder-do-vidro-333330